LIMPEZA ESPIRITUAL

 

O presente ritual deverá ser usado com o intuito de abrir os caminhos e limpar espiritualmente você de qualquer influência ou espírito obsessor. A presença de encosto pode, e muito, destruir a sua vida e impedir que os campos amorosos e profissionais sejam abertos.

 

O presente ritual deverá ser usado com o intuito de abrir os caminhos e limpar espiritualmente você de qualquer influência ou espírito obsessor. A presença de encosto pode, e muito, destruir a sua vida e impedir que os campos amorosos e profissionais sejam abertos. Siga corretamente todas as instruções. Qualquer dúvida fale com o Centro através do e-mail. Para a realização deste ritual de limpeza de corpo, você vai precisar dos seguintes materiais:

 

Incenso

Vela comum ou de 7 dias de cor branca

Um copo com água

Um punhado de sal

 

O ritual deve ser feito numa das horas abertas: às 6 da manhã, ao meio-dia, às seis da tarde ou à meia-noite. Os 4 elementares correspondem ao fogo, água, terra e ar. Reserve um local da sua casa para a evocação, um local tranquilo. Este ritual é uma invocação dos Seres Elementais: Silfos, Ondinas, Gnomos e Salamandras. Comece pelos Silfos. Acenda o incenso e segure-o, ajoelhe-se, concentre-se em Deus e faça a oração na ordem que está neste documento.

 

ORAÇÃO AOS SILFOS=AR

 

Espírito de luz, espírito de sabedoria cujo sopro dá e recolhe a forma de todas as coisas; tu, diante de quem a vida dos seres e uma sombra que muda e um vapor que passa; tu, que sobes às nuvens e que andas levados pelas asas dos ventos; tu, que respiras e assim povoas os espaços sem fim; tu, que aspiras e tudo o que vem de ti volta a ti; movimento sem fim, na estabilidade eterna, sê eternamente bendito. Eu te louvo e te bendigo no império mutável da luz criada, das sombras, dos reflexos e das imagens e as piramos sem cessar a tua imutável e imperecível claridade. Deixa penetrar até mim o raio de tua inteligência e o calor de teu amor; Eu, (Dizei seu nome completo), evoco o espírito do fogo a fim de queimar todos os malefícios sobrepostos sobre minha alma, queime todas as larvas astrais que hão sugado minha vitalidade, inteligência e ânimo (Peça o que deseja, pode ser para amor, familiar ou profissional), então o que é móvel será fixo, a sombra será um corpo, o espírito do ar será uma alma, o sonho será um pensamento. E nós não seremos mais arrebatados pela tempestade, mas seguraremos as rédeas dos cavalos alados da manhã e dirigiremos a marcha dos ventos da tarde para voarem diante de ti. Ó espírito dos espíritos! Ó sopro imperecível da vida! Ó suspiro criador! Ó boa que aspiras e expiras a existência de todas os seres no fluxo e refluxo de tuas palavras eternas, que o oceano divino do movimento e da verdade. Amem!

 

Ágios, Athanatos, Berou, Ciel, Dedotois e Eterno Ser dos Seres, santificador do universo, abençoa e consagra-me (Dizei seu nome completo). Digna-me também acolher benevolente minhas preces. Amem!

 

Deixe o incenso queimar pondo-o no chão à sua frente. Agora pegue o copo com água, molhai o dedo polegar e fazei o sinal da cruz na testa, no peito e na boca. Segure o copo com a mão direita e faça a oração.

 

ORAÇÃO DAS ONDINAS=ÁGUA

 

Rei terrível do mar, vós que guardais as chaves das cataratas do céu e que encerrais as águas subterrâneas nas cavernas da terra; rei do dilúvio e das chuvas da primavera, vós que abris os mananciais dos rios e das fontes, vós que fazeis com que a umidade, que é como o sangue da terra, se transforme em seiva das plantas, nós vos adoramos e vos invocamos atende a graça de: (Dizei seu nome completo). A nós, que somos vossas móveis e instáveis criaturas; falai-nos em meio das grandes comoções do mar e nós tremeremos diante de vós; falai-nos também no murmúrio das águas límpidas e nós desejaremos vosso amor. Ó imensidade, na qual se vão perder todos os rios do ser que renascem sempre em vós! Ó oceano de perfeições infinitas lava minha alma (Fazei seu pedido de purificação, peça para que os espíritos obsessores sejam afastados)! Altura que se contempla na profundeza; profundeza que exalais na altura, conduzi-nos a imortalidade pelo sacrifício, a fim de que cheguemos a ser dignos de vos oferecer um dia a água, o sangue e as lágrimas para a remissão dos erros. Amém!

 

Ágios, Athanatos, Berou, Ciel, Dedotois e Eterno Ser dos Seres, santificador do universo, abençoa e consagra-me (Dizei seu nome completo). Digna-me também acolher benevolente minhas preces. Amem!

 

Terminada a oração, jogue a água sobre sua cabeça e agora pegue um punhado de sal simbolizando o elemento terra com a mão direita e fazei a oração.

 

ORAÇÃO DOS GNOMOS=TERRA

 

Invisível, que tomastes a terra por apoio e que abristes os abismos para enchê-los de vosso todo-poder, vós cujo nome faz tremer as abóbadas do mundo, vós, que fazeis correr os sete metais nas veias da terra, monarca das sete luzes, remunerador dos operários subterrâneos, trazei-nos ao ar desejável e ao reino da claridade. Nós velamos e trabalhamos sem descanso, buscamos e esperamos, pelas doze pedras da cidade santa, pelos talismãs que estão enterrados, pela haste de ímã que atravessa o centro do mundo. Senhor, senhor, senhor, tende piedade dos que sofrem e de mim (Dizei seu nome completo), alargai nossos peitos, descarregai e elevai nossas cabeças, engrandecei-nos. Ó estabilidade e movimento, ó dia envolto pela noite, obscuridade velada pela luz, ó mestre que jamais retendes, em vosso poder, o salário de vossos trabalhadores, ó brancura argentina, ó esplendor dourado, ó coroa de diamantes vivos e melodiosos! Vós que trazeis o céu em vosso dedo como um anel de safira traga a mim a graça de triunfar diante todos (Faça seu pedido de amor, familiar ou profissional), vós que escondeis sob a terra, no reino das pedrarias, a semente maravilhosa das estrelas, vivei, reinai e sede o eterno dispensador das riquezas, das quais nos fizestes os guardas. Amém.

 

Ágios, Athanatos, Berou, Ciel, Dedotois e Eterno Ser dos Seres, santificador do universo, abençoa e consagra-me (Dizei seu nome completo). Digna-me também acolher benevolente minhas preces. Amem!

 

Fazei com o sal um sinal da cruz na testa. Devolva o sal de onde retirou e agora segure a vela que já deve estar acessa, passai pelo lado esquerdo do corpo e depois pelo direito, isso de joelhos e fazei a oração seguinte.

 

ORAÇÃO DAS SALAMANDRAS=FOGO

 

Eterno, inefável e incriado, pai de todas as coisas, que és conduzido sobre o carro que roda sem cessar nos mundos que giram sempre; dominador das imensidades elétricas onde está assentado o trono de teu poder, do alto do qual teus olhos temíveis descobrem tudo, levanta teus filhos que amastes desde o nascimento dos séculos; tua áurea, grande e eterna majestade resplandecem acima do mundo, do céu e das estrelas; tu és elevado sobre elas, o fogo resplandecente! Lá tu te iluminas e te manténs pelo teu próprio esplendor, e saem de tua essência regatos inesgotáveis de luz que nutrem teu espírito infinito e que nutra o meu, seu (sua) filho (a) (Dizei seu nome completo). Esse espírito infinito alimenta todas as coisas e faz este tesouro inexaurível de substância sempre disposta para a geração que a excita e que se apropria das formas de que a impregnastes desde o princípio. Desde espírito tiram também sua origem estes reis muito santos que estão ao redor de teu trono e que compõem tua corte, ó pai universal! Ó único, ó pai dos bem-aventurados mortais e imortais!

 

Tu criaste, à parte, potências que são maravilhosamente semelhantes ao teu eterno pensamento e à sua essência adorável; tu concedeste superioridades aos anjos que anunciam ao mundo tuas verdades; enfim, tu nos criastes em terceiro lugar em nosso império elementar, ilumina-me e concede-me a graça...(Faça o seu pedido amoroso, familiar ou profissional). Lá nossa ocupação incessante é a de louvar-te e adorar teus desejos; lá ardemos sem cessar aspirando a possuir-te, ó pai! Ó mãe! A mais terna das mães! Ó arquétipo admirável da maternidade e do puro amor! Ó filho, a flor dos filhos! Ó forma de todas as formas, alma, espírito, harmonia e número de todas as coisas. Amém.

 

Ágios, Athanatos, Berou, Ciel, Dedotois e Eterno Ser dos Seres, santificador do universo, abençoa e consagra-me (Dizei seu nome completo). Digna-me também acolher benevolente minhas preces. Amem!

 

Coloque a vela à sua frente. Fazei um momento de silêncio e perceba suas sensações, você deverá se sentir calmo, uma sensação de leveza e purificação. Se não puder deixar a vela queimar, apague-a. Todo o material usado, incenso, o sal e a vela devem ser jogados fora de casa.